25.3.12

«O que me aconteceu»



José Sena Goulão, um dos dois jornalistas vítimas de carga policial na passada 5ª feira, conta detalhadamente a sua versão dos acontecimentos. 

«A cara do polícia que me bateu era de raiva, até a língua estava a morder. Repeti não sei quantas vezes que era jornalista, em pânico, e nem assim ele parou, ainda deu com mais força. Nunca pensei que aquilo pudesse acontecer no meu país.» 

Vale a pena ler na íntegra.
.