13.11.12

Que linda falua!



«Sim, o desequilíbrio externo reduziu-se espectacularmente. Mas alguém tem de explicar a Merkel, Junker e Passos Coelho, que a austeridade recessiva reduz o desequilíbrio externo mas é inimigo do equilíbrio orçamental, porque as receitas fiscais caem a pique e aumentam exponencialmente as prestações sociais.

Os dois objectivos são, pois, contraditórios e impossíveis de conciliar. Ou se opta por um ou por outro. Em Portugal optou-se pela redução do desequilíbrio externo à custa da devastação da economia. É o que está a acontecer.

Por isso, bem podem Merkel, Junker e Passos vir dizer-nos que o barco é lindo e tem uma magnífica pintura. Pois tem. O problema é que, quando se coloca na água, não flutua. E barcos lindos que não flutuam não servem para nada.»

Nicolau Santos, O barco é lindo mas não flutua