31.1.13

Pontapés na gramática



Mais um texto de Ricardo Araújo Pereira, certeiro e delicioso. 

«A gente somos um país muito curioso. Houveram eleições e, com base do que tínhamos visto e ouvisto na campanha eleitoral, votámos maioritariamente nos partidos que assinaram com a troika um acordo, digamos, difícil de cumprir. (...) Quase todos os políticos que nos governam falam mal português, aliás, Veja-se o caso de Angela Merkel.»

Na íntegra AQUI

Nota: Estranho que Ricardo Araújo Pereira tenha escolhido para parte do título da crónica a frase «U omãi qe dava pulus » sem a atribuir ao seu autor, Nuno Bragança. Ela é tirada de um excerto de A Noite e o Riso: «U omãi qe dava pulus era 1 omãi / Qe dava pulus grades. El pulô tantu / Qe saiu pêlo tôpu.» . Foi mais tarde retomada por João Pinto Nogueira, para nome de um documentário sobre NB. Enfim, RAP é culto mas de safra recente... 
.
.