6.2.14

Ricardo Araújo Pereira e as esquerdas desunidas



Ricardo Araújo Pereira sobre a (des)união das esquerdas, mas hoje com uma ligeira crítica minha: RAP sublinha que o 1% que separa PCP e Bloco, nas posições tidas no Parlamento, parece valer mais do que os outros 99% – ele que foi um dos 65 promotores do Manifesto 3D que, à procura de «convergência» das esquerdas, por decisão própria, nem contactou o maior dos dois partidos referidos. Mas o texto da Visão é bom, como sempre.

«Temos de ser honestos e reconhecer que o único partido que tentou movimentar-se a sério para fazer cair o Governo foi o CDS.»

Na íntegra AQUI.
.