24.4.14

A clandestinidade de Ricardo Araújo Pereira



 Ricardo Araújo Pereira, na Visão de hoje:

«A celebração dos 40 anos do 25 de Abril descobriu um número surpreendente de revolucionários. Gente que revela agora ter estado na clandestinidade, embora tenha mantido o facto clandestino durante quatro décadas. Ou que diz ter conspirado contra a ditadura, apesar de a conspiração ter permanecido secreta até hoje. Todos se arriscaram pela liberdade.»

Nascido três dias depois do 25 de Abril, RAP diz-se inspirado a criar a sua própria narrativa de combate ao fascismo:
«Passei os nove meses que antecederam o 25 de Abril na clandestinidade. E, também, preso. Na solitária. A cela era húmida, escura, e a comida parecia-me já ter sido mastigada. resisti como pude a essa longa noite de fascismo.»

Na íntegra AQUI.
.