19.6.15

Atenas, Madrid y Barcelona



«Atenas, Madrid e Barcelona. Três cidades onde estão a ser desmanchadas as costuras daquilo a que se chama democracia. É caso para perguntar que sentido tem esta palavra em cenários onde só é permitida uma forma de gestão da economia e da política. Na Grécia e em Espanha estamos a assistir não apenas ao bloqueio de outra forma de gerir o que existe, mas a um cerco quanto a possibilidades ainda não realizadas. Porque está em jogo, dizem, a sobrevivência do próprio sistema democrático ocidental. (...)

Na construção e na articulação de actores sociais, neste tecido social constituído como sujeito político, encontra-se a semente para começar a remendar as costuras, hoje esgarçadas, em Atenas, Madrid e Barcelona.»

Mario Rísquez