Páginas

15.10.15

Casa del Pueblo



Nunca vi nada que se parecesse com Punta del Este: uma cidade fantasmagórica com 20.000 habitantes, que se enche com 500.000 por mês durante o Verão. Como este ainda não chegou, há milhares e milhares de apartamentos e de moradias vazios, totalmente às escuras quando a noite cai, lojas fechadas ou que abrem umas horas por semana, transportes que não funcionam. 

Talvez ainda venha a dizer algo sobre habitações faraónicas por que passei hoje, mas prefiro falar do Museo Taller Casapueblo que funciona num conjunto arquitectónico extraordinário da autoria de Carlos Páez Vilaró, uma das glórias do povo uruguaio. 

CPV nasceu em Montevideu e morreu em 2014, com 90 anos. Viajou pelos quatro cantos do mundo, foi amigo de Picasso, Dali, Calder, Vinícius de Moraes e muitos outros. Homem de sete ofícios, dedicou-se não só à pintura, escultura e cerâmica, mas também ao cinema e à literatura. 

Em 1958, decidiu construir uma casa por cima das falésias de Punta Ballena e levou 40 anos a concretizar o projecto. Por mais que o próprio tenha sempre negado qualquer influência de Gaudi, é neste que se pensa assim que se avista a fachada, as torres, os terraços. Seja como for, nenhum mérito é por isso abalado ao percorrer o conjunto labiríntico de salas, hoje transformado em museu, e ao ver por fora uma parte hoje transformado em hotel e outra que é a casa onde a família continua a viver. 

Ficam algumas fotos que mais não fazem do que sugerir uma pálida imagem da realidade.



,

0 comments: