Páginas

18.11.15

Manuel António Pina, 72



Nasceu em 18 de Novembro de 1943 e morreu há três anos. Por mais banal que seja, nem por isso deixa de ser importante lembrar que continua a fazer-nos muita falta com as suas crónicas inconfundíveis e com os seus excelentes livros.

Neste momento tão especial da vida deste país, seria certamente uma voz bem forte e lúcida que nos daria força e alento para ler o momento presente e enfrentar o que aí vem – «A pensar de pernas para o ar»:

Pensar de pernas para o ar
é uma grande maneira de pensar
com toda a gente a pensar como toda a gente
ninguém pensava nada diferente

Que bom é pensar em outras coisas
e olhar para as coisas noutra posição
as coisas sérias que cómicas que são
com o céu para baixo e para cima o chão

Manuel António Pina, in O país das pessoas de pernas para o ar

Também, um belo pretexto para rever este excelente documentário:


.

0 comments: