Páginas

28.1.16

Ficheiros secretos



«As teorias da conspiração à volta da presença da troika em Portugal poderiam alimentar um episódio de "Ficheiros Secretos". Não que Mulder e Dana Scully se pareçam com os técnicos do FMI e da União Europeia que cirandaram pelos corredores do poder em Lisboa. Mas sim porque os dois agentes do FBI poderiam encarar os "homens de negro" como extraterrestres que aterraram num mundo que não conheciam, nem queriam conhecer, e impuseram aí as suas leis. (…) O relatório do Tribunal de Contas Europeu (TCE) é um ficheiro secreto muito claro. Faz luz sobre o laboratório em que foi transformado Portugal em nome da dívida e do défice. E que serviu para tentar criar um novo modelo económico e social em Portugal. Que destruiu parte do sector produtivo existente e empobreceu a população. Onde, em contrapartida, não eliminou as cumplicidades de negócios a nível do Estado. Nem mudou as lógicas de ligações políticas e económicas que alimentam a nossa corrupção. (…)

Os "ficheiros secretos" foram assim utilizados, sem qualquer pinga de emoção ou de análise do que realmente se passava em Portugal, para impor soluções que contribuíram para os disparates que se fizeram. Mulder e Scully tinham aqui bons motivos para encontrar uma conspiração perfeita para arrastar países periféricos para a ruína, destruindo alguns dos seus sectores económicos estratégicos. Dava para fazer um episódio de "X-Files".»

Fernando Sobral

0 comments: