Páginas

17.2.16

Dica (225)



Decidir pela morte digna. (Paula Ferreira) 

«Rede de cuidados paliativos é uma coisa, morte assistida outra. O debate de uma e de outra deve seguir os seus caminhos paralelos, mas independentes. (…)

Legislar sobre morte assistida abre a possibilidade de cada um de nós poder ter a palavra final. Uma questão, sem dúvida, de pura liberdade individual. Poder decidir hoje se quero ficar na cama, imobilizada, ausente, numa comunicação impossível com os "desconhecidos" que me rodeiam. Em profundo sofrimento. Não é o direito de quem cuida que está em causa: é o direito de quem pretende fintar a morte e antecipar o fim. Com humanidade.» 
.

0 comments: