Páginas

18.2.16

E-aborrecimento



Ricardo Araújo Pereira na Visão de hoje:

«Há as facturas da mãe, do pai e de cada um dos filhos, e é preciso validá-las e inseri-las bem validadas e inseridas. Famílias numerosas deverão tirar uma semana de férias para validar e inserir facturas. Duas semanas se o portal as Finanças estiver a funcionar como estava ontem. (…)

Antecipar o futuro pode ser assustador. Depois de criar facturas mais minuciosas e de impor a sua verificação no portal, creio que o próximo passo das Finanças será obrigar o cidadão a fazer uma prova inequívoca de consumo. Depois de jantar num restaurante, o contribuinte terá não só de pedir uma factura mas também deve apresentar-se, no prazo de 48 horas, numa repartição de Finanças à sua escolha, com os restos da refeição e acompanhado por um empregado de mesa que testemunhará, sob palavra de honra, que aquele bitoque foi consumido pelo cidadão em causa.»

Na íntegra AQUI.
.

0 comments: