Páginas

3.2.16

Querida Justiça



José Eduardo Martins conta, na primeira pessoa, um argumento perfeito para um conto kafkiano. Leitura obrigatória. 

Kafka e eu

0 comments: