Páginas

1.3.16

Eutanásia – A ler, em silêncio e com respeito




«Tenho um colega, a quem já pedi, que me vai ajudar. As despedidas são difíceis, e esta, a definitiva, deve ser complicadíssima. A única coisa que gostava de fazer era dar um beijinho aos meus filhos. Não quero que estejam presentes, mas faço questão que saibam como o pai morreu. De resto fiz tudo, gozei a vida que me fartei, vou de barriguinha cheia. E acho que hoje ainda vale a pena viver. Apesar de ter ajudado estas quatro pessoas a morrer, sei que ajudei muito mais a viver. Muito mais.» 
.

0 comments: