Páginas

16.6.16

Super UBER


Nestes países por onde tenho andado (Turqueministão e Cazaquistão), há táxis oficiais mas muito poucos. Em contrapartida, qualquer cidadão pode ganhar uns extras e transportar quem esticar o braço à beira do passeio. Já o fiz várias vezes, paga-se menos de metade do que nos táxis e funciona. «Não é perigoso?», perguntei quando me explicaram o esquema. «Não, as prisões são tão más que ninguém quer ir lá parar». Outros mundos… 
.

0 comments: