Páginas

22.7.16

Desta praga não nos livramos



A praceta onde moro tem noites calmíssimas desde que os jovens saíram de casas dos pais e quando não há festejos benfiquistas. Mas ontem (ou mais exactamente hoje), pela 1e tal da manhã, havia um grande burburinho, com um grupo de umas 15 pessoas com os telemóveis apontados à relva. Espero que não haja um pokeshop na erva até agora reservada a xixi de cães não virtuais. 
.

0 comments: