Páginas

30.11.16

Dica (444)




«A demissão de António Domingues da presidência da Administração da Caixa Geral de Depósitos já só peca por tardia. Quem se recusou, durante três meses, a reconhecer a lei não serve para presidir à Caixa. Domingues revelou-se um enorme erro de casting, como costuma dizer-se. A sua entrega da declaração de rendimentos, já demissionário, só acentua ainda mais o traço de irresponsabilidade que marcou a sua atuação até agora.» 
.