Páginas

10.11.16

Mário Viegas, 68



Fartíssimos que certamente estamos de mil opiniões e lamentos pela eleição de Trump, paremos uns momentos para celebrarmos um dos nossos grandes: Mário Viegas nasceu em 10 de Novembro de 1948 e morreu novíssimo, antes de chegar aos 48.

Fundou três companhias de teatro, actuou em vários países, participou em mais de quinze filmes e só quem for muito jovem não se recordará das séries televisivas Palavras Ditas (1984) e Palavras Vivas (1991).

Celebérrima ficou a sua leitura do Manifesto Anti-Dantas de Almada Negreiros:



Mas existiu também um Manifesto Anti-Cavaco, lançado por Mário Viegas durante a campanha eleitoral para as legislativas de 1995, em que foi candidato independente na lista da UDP (candidatou-se também à Presidência da República).




Só mais duas interpretações inesquecíveis:




.

3 comments:

JHS disse...

Sem desprimor (nenhum) pelo Mário Viegas, em efemérides natalícias, o dia de hoje também invoca uma outra (notável) pessoa...
Cumprimentos

Joana Lopes disse...

Certo, mas eu não me sinto obrigada a registar todas as efemérides: realço as que me apetece. Pode ser?

JHS disse...

Pode, sim senhor. Nem ao de leve me passou pela ideia obrigar (nem sequer pedir) que registasse qualquer outra efeméride, que nisto de efemérides natalícias cada um fica com as que gosta. Pode ser?
Viva o 10 de Novembro!