Páginas

19.11.16

Os rochedos de Metéora



Hoje andei por Metéora, na Grécia Central, onde se encontra um dos mais importantes conjuntos de mosteiros bizantinos, apenas ultrapassado pelo Monte Atos. Cravados na rocha, mais ou menos suspensos, hoje são seis, já foram mais de vinte. Vi dois, de monjas: Ágios Stéphanos e Roussanou (primeira e segundas imagens no fim do post). Sofri para trepar até ao topo do segundo, pena tenho de não ter contado os degraus que subi... Só se visita as igrejas, cheias de belos ícones mas, infelizmente, é proibido fotografar o que quer que seja.

Não se conhece exactamente a data da fundação de Metéora (a palavra significa «suspenso no ar»), mas pensa-se que os primeiros eremitas se instalaram nesta espécie de cavernas no século XI. Absolutamente impressionante quando se vê as características do terreno, que as imagens que deixo procuram sugerir. Mesmo sem os mosteiros, o desvio para ver os penhascos de Metéora, únicos no seu estilo, é mais do que justificado.

De novo em Atenas. Amanhã, cedíssimo, regresso à base. 

2 comments:

Monteiro disse...

Um dia aquilo ainda vem abaixo.

luis reis disse...

Visitei isso já há alguns anos ( muitos) e fiz tudo, e deu para tudo. Fotografei, e por sorte minha e da Ana apanhei boleia de uma senhora francesa . Isto quando andava na moda os Renault 5 EHEHEH e bastava estender o DEDO. BONS TEMPOS! Acampei mesmo por baixo desses assombrosos rochedos/ Mosteiros.Para lá chegar( Grécia) é que era um trabalho!!Ui. Dias e Noites.Contrabandistas Juguslavos, ou de barcoa para Corfu, depois Patras, Nauphilon, Argos. Creta( sempre)...
Graças a eles expus mais tarde aminha Iª...
αγάπη που δεσμεύεται άτομα( Amor aquele povo. Obrigada.