Páginas

29.12.16

2017 é um mito urbano



Ricardo Araújo Pereira na Visão de hoje:

«No início do século XX, as pessoas pensavam que as coisas dos filmes eram tão reais como as da vida; no início do século XXI, pensam que as coisas da vida são a fingir, como nos filmes. (…)

Que Trump e Putin presidam aos EUA e à Rússia é tão plausível como a carta do príncipe da Nigéria que precisa da nossa ajuda para uma operação financeira que nos vai render milhões. Há uma sensação de fim do mundo que, sinceramente, me deixa um pouco desiludido. Pensei que fosse melhor. Esperava uma onda de libertinagem bastante intensa que, afinal, não se verifica. Se é para esta pasmaceira, não vale a pena o mundo acabar.»

Na íntegra AQUI
,

1 comments:

maria disse...

sempre impagável, o RAP. :)