Páginas

24.1.17

Enlouquecimento global



«Assisti em directo à gala de estreia do Trump e o que me pareceu é que ele resolveu acabar com o Obamacare e recriar o Natal dos Hospitais da RTP1. Foi muito fraquito para quem quer fazer da América grande outra vez. (…) A gala foi mais ou menos o que eu esperava, daquela malta do Trump, apenas senti falta de ver cossacos a dançar.

Temos de assumir isto, temos um bimbo facho na presidência dos EUA. Uma espécie de Hitler em pato bravo. O cinzento e negro é substituído por tons dourados. Perante este quadro, podemos ter a atitude do - “isso é lá com os americanos eles que se amanhem, é o país deles” – mas quando somos informados que, um dos primeiros decretos que Trump assinou foi o do abandono da política de combate às energias poluentes, fica mais complicado essa opção porque o “país deles”, por enquanto, fica no nosso planeta. (…)

Resumindo, temos o mais poderoso país do planeta entregue a um bando de milionários cretinos que acha que não existe aquecimento global enquanto houver ar condicionado. Não há maneira de fugir a isto. É como se um grupo de indivíduos dos Hells Angels fossem os responsáveis pelo condomínio do nosso prédio. As reuniões vão ser menos chatas mas vamos acabar às escuras.»

João Quadros

0 comments: