Páginas

13.3.17

Jean Ferrat calou-se para sempre num 13 de Março



Jean Ferrat foi um dos grandes franceses da canção e até custa crer que tenham passado sete anos desde que se foi embora, em 13 de Março de 2010. Depois de Léo Ferré, Georges Brassens, Jacques Brel e alguns outros.

Representante típico de gerações de intérpretes politicamente comprometidos, para sempre ligado a Nuit et Brouillard e a tantos outros títulos, o eterno compagnon de route do Partido Comunista Francês, que não hesitou em denunciar a invasão de Praga em 1968:




Algumas recordações, que ficarão para sempre.






,

1 comments:

luis reis disse...

Sempre escutado aqui em casa e na carripana... " Pourtant que la montagne est belle. Comment peut-on s'imaginer. En voyant un vol d'hirondelles".
Tipos destes não morrem.Nunca.A Malta não deixa.