Páginas

8.6.17

Dica (563)



Venezuela, meu amor (Joana Mortágua) 

«Bem sei que há uma esquerda cega que, 25 anos depois da queda do Muro, ainda acha que vale tudo na defesa de regimes pseudocomunistas. É escolha sua se Brejnev ainda lhes aquece os corações. A esquerda de que faço parte nunca foi ambígua sobre a condenação de regimes que oprimem o povo e sufocam a democracia. Isso vale para Angola e para o regime venezuelano, ainda que as calúnias da direita ignorante insistam que lhes temos amor.» 
,

1 comments:

Jorge disse...

Não Joana Mortagua, o PCP nao fará nunca nada de semelhante ao que o Tsipras fez ao povo grego . O PCP lutou, luta e lutará por uma sociedade sem classes antagônicas e pela sua implantação em Portugal se, quando e como o povo português quiser. Repito se, quando e como o povo português quiser. Não Joana , o que nos aquece o coração são Bento Gonçalves, Álvaro cunhal , Catarina eufemia , José Dias Coelho e tantos tantos outros. Sim Joana, o PCP é um partido com muita história. Longa e honrada.