20.11.19

S. Tomé (1)



Longa volta pelo Norte da ilha, com pouco calor, nenhum Sol e alguns aguaceiros indesejados (mas parece que tudo vai melhorar!)

Roças e mais roças dedicadas ao cacau, muitas paradas outras ainda activas, onde vi os diferentes processos de secagem deste bem precioso, mas onde quem nele trabalha vive em condições de uma pobreza gritante. Disse-me alguém que são felizes porque estão habituados a ter pouco, mas custa a crer. Crianças por tudo quanto é lado, lindíssimas e de uma doçura comovedora e, claro, como não podia faltar, o símbolo do Benfica numa parede…

Mar e árvores imponentes em cada curva e muito para ver e para tentar entender esta terra porque só passou um dia. Foi longo, a Internet não ajuda (nada!), ficam algumas imagens e amanhã há mais – do Ilhéu das Rolas.







.