21.11.19

S. Tomé (2)



São necessárias horas para ir da cidade de S. Tomé a Ponta Baleia, de onde se parte para o Ilhéu das Rolas, até porque a estrada não ajuda muito. Mas tem-se a vantagem de se ver sempre verde e mais verde durante todo o caminho nesta parte Sul da ilha, árvores e mais árvores, com destaque para um grande conjunto de palmeiras, especialmente bem tratadas e que são (obviamente…) exploradas por empresas estrangeiras para extracção de óleo. Alguma bicharada errante à beira da estrada, a já clássica imagem de mulheres a lavarem roupa no rio e, finalmente, uma viagem numa lancha bastante rudimentar, que me proporcionou um belo duche do Atlântico durante a viagem. A chegada e a água de coco que nos esperava.

Amanhã falarei do dito Ilhéu, embora não esteja disposta a andar muito para pôr um pé de cada lado da hipotética linha do Equador… Até porque já tenho um diploma que atesta que já fiz essa apaixonante façanha, algures nas redondezas de Quito. Não chove!







,