Páginas

16.8.16

Dica (361)



O terrorismo salarial em Portugal. (Bernardo Mascarenhas de Lemos) 

 «Quem opera e coordena as acções “clandestinas” são, na maioria das vezes, lobos não solitários. A sua arma preferida é o estágio não remunerado, uma técnica lenta e dolorosa que a longo prazo trará consequências nefastas para um país em declínio.»
.

0 comments: