Páginas

10.10.16

Cerco Taxista a Lisboa (2)



Vou contar uma história. Há poucos meses, apanhei um táxi na rua, à noite, e assim que entrei vi que o motorista tinha uma máscara dos Anonymus. Ia brincar com o facto insólito, mas ele não se calava e percebi logo que estava bem ganzado. O percurso era curto e cheguei a casa.

Porque conto isto? Porque há taxistas de todas as espécies, mas não me lixem hoje como se fossem mártires e santos bem-comportados. Aliás, basta vê-los hoje nas TV: a Uber já ganhou o dia. Precisam de concorrência, sim – justa, mas forte. E o resto são histórias de passadismo bacoco. 
-

1 comments:

luis reis disse...

Também concordo.Dia virá em que felizmente para mim e digo mais para nós todos, virá o TTIP.
Não se pode parar o Progresso! E aposto que a concorrência fará separar os Bons dos Maus.
o RESTO SÃO PASSADISMOS BACOCOS.Viva as UBERS del Mondo! Amanhã se eu me esquecer do telemóvel no Bairro Alto,ou ficar sem bateria, posso sempre apanhar um Táxi ...mas, OXALÁ O GAJO ESTEJA GANZADO! OU POSSO SEMPRE IR A PENATES....