8.5.19

Fake News, Mr. Centeno and Mr. Costa?




«O valor que compara com os 804 milhões de euros estimados pelo Ministério das Finanças e a explicação para este diferencial é simples: as contas do Governo foram apresentadas em valores brutos, enquanto as da UTAO dizem respeito a valores líquidos (considerando a Segurança Social e o IRS). (…)

A questão é que parte desse aumento da despesa vai reverter a favor dos cofres públicos. Isto porque salários mais elevados significam mais receitas com IRS e com contribuições para a Segurança Social e a Caixa Geral de Aposentações, bem como um acréscimo das receitas da ADSE (o subsistema de saúde da função pública).

É por isso que, em termos líquidos, a UTAO chega a valores muito inferiores aos apresentados pelo Governo.»
.