12.4.08

Um ano de «Brumas»

ADENDA (*)


«Je n’ai rein à dire, mais je vais le dire quand même» - escrevia-se em Maio de 68.

Digo, portanto.

* Que este blogue me «agarrou» e que, sem dar por isso, já cá ando há um ano.

* Que tem sido espaço para brincar com coisas sérias e para levar a sério algumas brincadeiras.

* Que lhe devo novos amigos, encontros e reencontros.

* Que continuará a ser a alternativa possível para soltar utopias.


Agradecimentos do «Brumas» para todos os que por aqui passam...


(*) Para os que assinalaram a efeméride nos seus blogues, um agradecimento especial: João Tunes, José Albergaria, Luís Novaes Tito, Lutz e Shyznogud,

20 comments:

Anónimo disse...

Já passou um ano, Joana? Nem se deu por isso. Muitos parabéns! E obrigado pela voz e pela boa companhia.

Joana Lopes disse...

Obrigada, Rui.
E o Brumas agradece à Terceira Noite.

Miguel Cardina disse...

Muitos parabéns, Joana!
Não há dia em que aqui não venha descobrir alguma coisa.
Um abraço!

Joana Lopes disse...

Muito obrigada, Miguel.
Eu é que aprendi uma série de coisas com o seu livro.
Um abraço

Anónimo disse...

Et oui. L'imagination au pouvoir!
Quelle merveille le Mai 68. Vivi-o intensamente em Paris e dormia, às vezes, na Sorbonne.
José Casimiro

Shyznogud disse...

Tem sido um prazer, Joana..

Leonel Vicente disse...

Parabéns!

Votos de boa continuação.

Aqueduto Livre disse...

Cara Joana,
Neste dia, que é de festa, permita-me que a festeje e me vista de festa, também.

Neste dia, de seu aniversário, só me vem à cabeça um presente que a mereça: "O dia da criação" de Vinicius de Moraes.

"1
Hoje é sábado, amanhã é domingo
A vida vem em ondas, como o mar
Os bondes andam em cima dos trilhos
E Nosso Senhor Jesus Cristo morreu na Cruz para nos salvar

Hoje é sábado, amanhã é domingo
Não há nada como o tempo para passar
Foi muita bondade de Nosso Senhor Jesus Cristo
Mas por via das dúvidas livrai-nos meu Deus de todo mal.

Hoje é sábado, amanhã é domingo
Amanhã não gosta de ver ninguém bem
Hoje é que é o dia do presente
O dia é sábado

Impossivel fugir a esta dura realidade
Neste momento todos os bares estão repletos de homens vazios
Todos os namorados estão de mãos entrelaçadas
Todos os maridos estão funcionando regularmente
Todas as mulheres estão atentas
Porque hoje é sábado."

Como sabe, ainda há uma II e uma III partes. Pode ser um bom pretexto para revisitar Vinicius...

Mas deixo-lhe mais dois presentes:

1. Um imenso bouquet, com glicínias odorosas, umas quantas gerberas multicolores, umas margaridas alvares, uma pitada de "plantagenetas" silvestres e uma braçada de hidrângeas, emblema dos liberais que desembarcaram no Mindelo;

2- "Ofereço-lhe" ainda, modesta dádiva, uma leitura, a minha, atenta e apaixonada (que me importa que não seja "historiadora" encartada!...olhe se fosse?!)do seu espantoso, quanto bonito livro de "memória": "Entre as brumas da memória" - que fiz, hoje, madrugada dentro, sem poder parar a leitura: só o sono me derrubou.

Um imenso abraço, deste seu, provavelmente, mais "jovem", recente, admirador.

Zé Albergaria

PS- Hoje, no meu Aqueduto Livre hei-de falar sobre o SEU livro e sobre a outra "efeméride", que não aniversário...

j simões disse...

(...) muitas felicidades, muitos anos de vida!

j simões

Anónimo disse...

Parabéns Joana,
Que o seu blogue continue por
muitos anos são os meus votos.
Um abraço
Augusto

Anónimo disse...

Cara Joana,
Aguente-se e continue. Porque o primeiro (ano) é o que menos custa. E não está autorizada a sair de circulação porque sem si isto (bloganço) perde muito da graça.

Abraço do
João Tunes

José Barroso Dias disse...

Olá Joana....há tantos anos...
Tem sido com enorme prazer que diariamente consulto o teu blog. É espantoso como ele reflecte tanto daquilo que eu penso e que gostaria de saber dizer como tu.
Espero que continues a ajudar-nos a compreender o que nos rodeia e a ter esperança num futuro melhor.
José Dias

carlos freitas disse...

Parabéns para um blog que é um prazer.

Joana Lopes disse...

Depois de um longo dia e serão mergulhada em francofonias (Colóquio sobre Maio 68), aqui ficam os meus agradecimentos com abraços para: José Casimito,Shyz, Leonel, Zé Albergaria, J. Simões, Augusto, João Tunes e José Dias.

Por cá andaremos...

Joana Lopes disse...

Carlos Freitas: escapou-me o seu nome. Obrigada e bosas Prosas!

sem-se-ver disse...

oh Joana... só hoje reparei!!

muitos parabéns.

gosto muito do seu blog, sabia? :-)

Ana Cláudia Vicente disse...

Chego atrasada, mas parabenizante como os mais atempados: longa vida aos Brumas, Joana!

Joana Lopes disse...

sem-se-ver e Ana Cláudia,
Muito obrigada. Voltem sempre...

Ana Cristina Leonardo disse...

parabéns (atrasados)!

Joana Lopes disse...

Obrigada, Ana Cristina. Por cá continuaremos.