27.9.14

27/9/1968? Foi assim



No dia 27 de Setembro de 1968, tomou posse o governo chefiado por Marcelo Caetano e começou a chamada «Primavera Marcelista». Muitos portugueses ouviram, atónitos, uma palavra desconhecida – «ciclópicos» –, numa frase que viria a marcar o discurso do novo presidente do Conselho de Ministro: «Não me falta ânimo para enfrentar os ciclópicos trabalhos que antevejo.» (Texto do discurso aqui.)

Na véspera, às 20:00, Américo Tomás tinha anunciado a substituição de Salazar por Marcelo Caetano, neste sinistro discurso:



Muitos, mesmos entre os resistentes antifascistas, criaram grandes expectativas com a nomeação de Marcelo (ter um chefe de governo que não era Salazar constituía, por si só, uma experiência única...) e acreditaram no possível sucesso de uma «evolução na continuidade». Mas foram também muitos os que nunca alimentaram quaisquer esperanças – com razão, o desfecho é conhecido. 
.