Páginas

25.3.16

Dica (253)




«Na verdade, espantoso é que alguém em Molenbeek ainda tenha paciência para jornalistas. Ao lado do nº79, o prédio onde Abdeslam estava escondido, a farmácia é um corrupio de equipas de reportagem. Por exemplo estes dois eslovacos que não arranham nada de francês e aqui andam, desolados, a tirar fotos e sem conseguir fazer uma única entrevista. Uma senhora de 63 anos que nem o primeiro nome aceita dizer sai, de roupão, disparada da porta de um prédio da rua perpendicular à Des Quatre Vents para os verberar: "Para que estão a tirar fotos ao prédio e à rua? A pessoas que não fizeram nada? Que mal fizemos nós? Vivo aqui há 42 anos, não temos nada a ver com essa merda, com esses merdas. Não fazemos merda e não queremos que façam merda. Queremos viver tranquilamente, vivemos muito bem com os belgas, comemos com os belgas, adoramos os belgas." E não é belga? Pára, surpreendida. "Sim, sou belga também, claro."» 
.

0 comments: