Páginas

29.4.16

Je suis taxiste?



As estações de TV estão felizes porque têm tema para todo o dia, as redes sociais estão ao rubro, os taxistas entrevistados dizem as maiores barbaridades, um porta-voz dos mesmos afirma que não participará numa plataforma de negociações, anunciada pelo ministro, porque não se senta à mesa com a Uber, etc., etc. 

Regulamente-se o que for necessário, mas uma coisa é garantida: as Ubers deste mundo vieram para ficar – como a máquina a vapor, os perigosos computadores e outros que tais. E qualquer que seja o desfecho, hoje está a ser um grande dia para a empresa em questão, em termos de marketing. 

Já agora e para que conste: em Nova Iorque, a Uber já ultrapassou os famosos yellow cabs. 
.

1 comments:

mensagensnanett disse...

Os taxistas gastaram milhares de euros num alvará e num curso de formação... entretanto... é feito tábua rasa para beneficiar uma multinacional.
.
Acontece por todo o lado:
- legislação é feita à medida das multinacionais... milhões de empresas familiares vão à falência.
.
.
-» Os 'globalization-lovers', UE-lovers e afins... que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa
.
.
Pelo Direito à Sobrevivência das Identidades Autóctones:
-» http://separatismo--50--50.blogspot.com/