Páginas

4.3.17

Corais e mais corais



Hoje foi dia dedicado à Grande Barreira de Coral que se estende por 2.300 quilómetros ao largo da costa Nordeste da Austrália e é formada por uma rede de 2.900 recife de corais. Estes são animais vivos e sensíveis, da mesma família das alforrecas, mas que criam um esqueleto calcário e sólido.

No local por onde andei, há cerca de 400 espécies e vi-as através das janelas de um pequeno submarino, num espectáculo absolutamente impressionante pela diversidade, pelas cores e pelo brilho.

Foi de perto de Michaelmas Cay que parti no dito submarino. Michaelmas Cay é uma ilha com uma extensão de 1,8 hectares, 360 metros de comprimento e 50 de largura, habitat natural de uma verdadeira multidão de aves marinhas, numa das reservas ornitológicas mais importantes da Grande Barreira de Coral.

Vistos os corais, foi tempo para o melhor banho dos últimos anos, numa água límpida do Mar de Coral, salgadíssima, em que me vi rodeada de pequenos peixes simpáticos. Last but not the least, a água estava a 29º C.






 .

1 comments:

Porto Santo disse...

Extraordinário. Único. E bem merecido banho.😊