3.7.15

19-1 = 31



«Os nossos cofres cheios trouxeram uma paz e segurança só vista antes de 74. Até o nosso bom velho Aníbal quis evitar que os netos se assustassem e tapou os olhos a todos, com uma subtracção que descansa qualquer alma. (...)

Portanto, 19-1 = 18 , vale para batatas, esfregonas ou países da Zona Euro. Tanto faz. O importante é desvalorizar o tema. Mais que como professor de York, Cavaco falou como monge budista. Através das suas fórmulas de matemática Zen, o nosso PR tenta afastar os portugueses da dura realidade e levá-los para a espuma que os conduz ao nirvana. Seja através de uma fórmula de meditação bancária "o BES não é o GES, o BES está sólido", ou seja, BES-GES = sólido BES. Ou uma fórmula de relax-geoestratégico: 19-1= 18 sólidos e unidos países.

Cavaco Silva é o nosso Dalai Lama: uma pessoa incapaz de, apesar da idade, deixar de usar roupa laranja e que procura o lado metafísico da existência. Estou convencido de que os desmaios eram acessos de meditação e o sorriso das vacas, bucolismo transcendental. (...)

Para o nosso Professor Doutor Mestre, a Grécia sai do Euro e vai para ali, para aquele canto, porque, o nosso PR, andou a estudar Feng Shui e ali é que os helénicos transmitem um vibração positiva e estão em equilíbrio com as forças benéficas da natureza, podendo assim a UE gozar de saúde, boa sorte e prosperidade.»

João Quadros
.