21.9.10

Memória de uma guerra

Este filme foi realizado na Guiné, em 1969, e é um importante documento. Termina com declarações de Spínola (num curioso francês técnico…).

Cheguei lá via Paulo Pedroso, no Facebook, e transcrevo os seus comentários:
«Não abundam testemunhos das acções militares da guerra colonial. Diz-me, aliás, uma testemunha que este é o único filme feito na Guiné que apanhou uma sequência real de guerra. Diz ele que os jornalistas franceses que seguiam nesta patrulha, mandada executar para que eles tomassem conhecimento com o dia a dia das tropas estacionadas em BULA, um pouco a Norte do Rio Mansoa, apanharam um susto, mas registaram algo que mais nenhum registou. A emboscada não estava "no programa", mas isto era o que podia acontecer sempre que se saía para o mato. Neste caso terá sido para os lados do CHOQUEMONE, uma das zonas quentes onde o PAIGC tinha "acampamento(s)", na área entre BULA-BISSORÃ-S. VICENTE (já no Rio Cacheu). Spínola, com a seu ajudante de campo (era ainda Almeida Bruno) e o Cmdt do Batalhão de BULA foram lá, mal tiveram conhecimento do que tinha acontecido.»



No mesmo site, do INA, há muitos documentos importantes, nomeadamente este, bem conhecido, com uma longa declaração de Amílcar Cabral.
...
...