17.7.18

Sim à morte assistida




Em jeito de homenagem a João Semedo, que hoje nos deixou, repesco um texto seu publicado no Expresso de 20.02.2016. Grande lutador por esta causa, entre tantas outras, não teve tempo para a ver vitoriosa. Mas ficámos nós cá para continuar a lutar – em nome dele, também.


1 comments:

Francisco Manuel Gentil Apolónio disse...

Sem dúvida que têm conteúdo e humanismo as sua posições!
Só que vivemos numa sociedade que, por enquanto, não nos dá, o mínimo, de garantias para uma morte assistida, digna, livre e responsável!