24.3.14

Não há varinhas mágicas



«O conselheiro económico do PS, Óscar Gaspar, fez implodir, num segundo, todos os sonhos que por aí andavam à solta.

Segundo ele, "não há varinhas mágicas na economia. De um momento para o outro não é possível recuperar dois anos e meio de asneiras económicas e políticas que este Governo fez". (...) Óscar Gaspar recusou também o papel de David Copperfield: não tem varinha mágica para esconder a realidade com a ficção. (...)
No fundo a varinha mágica que o PS (...) é a que funciona como um liquidificador. Ou seja, tem um pequeno motor eléctrico que faz girar lâminas de aço, fazendo com que os alimentos sejam triturados. É indicada para fazer sopas, gelados e, também, ajustamentos em forma de salários, pensões e cortes na educação, saúde e segurança social.

A varinha mágica que o poder político promete aos portugueses é esta: a da trituração para sempre do poder de compra existente em 2011, dos direitos da época, das expectativas de um futuro com alguma segurança. Tudo isso foi estilhaçado para sempre. A política de empobrecimento foi feita à bruta. E o PS não tem uma alternativa para ela, excepto alguns pós de perlimpimpim para iludir as consciências.»

Fernando Sobral, no Negócios de hoje.
.