1.4.14

Nem Durão Barroso quer ser Durão Barroso



«O grande actor Cary Grant repetiu várias vezes ao longo da sua vida uma máxima: "Todos querem ser Cary Grant. Até eu gostaria de ser Cary Grant". Aplicada à nossa realidade, a frase poderia ganhar uma nova vida. Sendo o seu contrário. Imaginemos o absurdo: Ninguém quer ser como Durão Barroso. Até ele não quer ser Durão Barroso. (...)

Durão Barroso não quer ser presidente em 2016. E, ao criticar Manuela Ferreira Leite e Bagão Félix (...) por causa do "Manifesto dos 74", acaba também por se criticar a si próprio. Ao sentenciar que as suas críticas são feitas porque são directamente atingidos pelas medidas de austeridade, insinua directamente que eles foram responsáveis pelo que se está a passar e que, portanto, não estariam em condições morais de o fazer, faz "harakiri".(...)

"Responsável, eu?" parece dizer Durão Barroso, sonhando com as presidenciais de 2021. Porque, para estas, nada como outro candidato para se queimar nas cinzas ardentes da austeridade que incentivou.»

Fernando Sobral, no Negócios de hoje.
.