7.7.18

Morrer como um touro




Este belo texto do Paulo Varelo Gomes tem 8 anos, mas reganhou actualidade:


Amanhã virá outro tema e ninguém falará de touradas no próximos tempos, mas estou certa de que nem o mais convico dos seus defensores lá no fundo, nos estertores do seu espernear, acredita que elas, as touradas, não têm os dias, os meses ou os anos contados. Por mais que os partidos políticos conservadores finjam que não o sabem e que a discussão vá acesa nas redes sociais.
.