2.8.18

Ryanair



Carta a tripulantes da Ryanair entregue a autoridades nacionais.

«Numa carta dirigida aos trabalhadores, a empresa referiu que não serão pagos vários componentes do salário, incluindo bónus de produtividade, e que as ausências são "levadas em conta, tal como outros fatores relevantes de desempenho em avaliações para oportunidades de promoções e de transferências".
Referindo que estas cartas dizem respeito a dias de greve, a dirigente sindical informou que foram entregues à ACT e ao ministério responsável pelas relações laborais.
"Na Ryanair, fazer greves tem algum tipo de consequências, estar doente tem consequências, não vender raspadinhas tem consequências, querer tirar licença, tem consequências para tripulantes. Aparentemente só não há consequências para a administração".»
.