23.12.18

Mujica, sempre ele



«Temos muita gente com fome, sem abrigo ou com casas miseráveis, e conseguimos, até certo ponto, ajudar essa gente a se tornar bons consumidores. Mas não conseguimos transformá-los em cidadãos - os processos são lentos demais, é mais fácil resolver de imediato o problema da (falta de) comida, porque é algo que fala de imediato à nossa consciência. Mas não conseguimos cortar a imensa dependência que temos deste mundo atual que se expande cada vez mais.»

De uma entrevista que merece ser lida.
.

1 comments:

Gil António disse...

A administração do blogue - em baixo - deseja que neste Natal caia - ou fortaleça - no coração da administração deste bonito espaço, a LUZ DIVINA, em forma de Saúde, Paz, Amor e ... Poesia.
.
"" Tem mensagem de reflexão natalícia no brincando "
.
*** Brincando com as palavras ***
.
FELIZ NATAL ...EM PAZ E AMOR.