9.2.19

França: 13 semanas de coletes amarelos




«Apesar da violência, as últimas sondagens são esclarecedoras: mais de 60 por cento dos franceses continuam a dizer que simpatizam com o movimento nascido na internet em novembro de 2018 contra os impostos e pelo aumento do poder de compra.

É aqui, no forte apoio popular aos “coletes”, que reside o principal problema do Presidente Emmanuel Macron: não conseguiu resolver a crise com cedências de 11 mil milhões às suas reivindicações nem, a seguir, com o endurecimento da repressão, que provocou várias feridos graves.

Agora, visivelmente, também não o está a conseguir resolver com o “Grande Debate Nacional" que lançou há algumas semanas. O próprio Macron desceu ao terreno para este “debate”. Vai duas vezes por semana às regiões discutir com franceses à média de seis horas por sessão, mas não consegue travar a revolta, muito violenta, nas ruas, todos os sábados.»
.

2 comments:

Francisco Manuel Gentil Apolónio disse...

Só que o problema central e fundamental não é o Presidente Emmanuel Macron!
É o sistema, económico/financeiro e social, CAPITALISTA!

Niet disse...

O sr. Macron tinha sido "descoberto" pelo Attali na incubadoura dos Rothschild...
Há dias o numero 3 da redaccäo do Le Figaro, Yves Thréard, disse sem se rir
que a situacäo era dramática para o PR, o sistema e o futuro. Parecia uma
profecia apocaliptica carregada de suspense psicopata hard-full.