28.2.19

Juízes, no país dos Neto de Moura




«Quando o país debate o sexismo nas decisões judiciais e se apela à formação dos magistrados para a igualdade de género, os representantes sindicais dos juízes escolhem para o dia que celebra a luta feminista um tutorial de make up. (…)

Na eventualidade de se tratar mesmo de uma partida de Carnaval, como aventou a magistrada citada, o DN tentou falar com Manuel Soares, o presidente da ASJP, juiz desembargador no Tribunal da Relação do Porto e coautor do acórdão que ficou conhecido como "da sedução mútua" (no qual, a propósito da violação de uma jovem, enquanto inconsciente, numa casa de banho de uma discoteca, por dois dos seus funcionários, se considera que existiu "mediana ilicitude" e "um clima de sedução mútua"). Mas Manuel Soares remeteu os esclarecimentos para o assessor de imprensa da associação, José Brandão. Este manifestou-se surpreendido: "Nunca ouvi falar disso." Mais tarde, porém, confirmou a veracidade do e-mail: vai mesmo haver um workshop de maquilhagem a celebrar o Dia Internacional da Mulher na sede lisboeta da associação sindical dos juízes.»
.