14.2.20

Eu, pecador, me confesso...



Essencialmente sou favorável à regulamentação da morte assistida porque gosto muito da vida. Digo-o – uma vez mais –, sou a favor da eutanásia pela mesma razão que sou contra a pena de morte: por uma questão de humanidade. Independentemente dos grandes princípios e valores – de que não duvido – que motivam muitos dos que são contra qualquer regulação da morte assistida, tenho, para mim, que é uma imensa crueldade e de uma enorme soberba e insensibilidade impor, aos que se encontram numa situação de grande sofrimento físico e/ou psicológico em fim de vida, que tenham de suportar o que é intolerável ou que tenham de procurar a morte angustiada e clandestinamente com o risco de não conseguirem o resultado desejado ou, ainda, que tenham de envolver terceiros na prática de um crime!»

Francisco Teixeira da Mota
.

3 comments:

Francisco Manuel Gentil Apolónio disse...

E a eutanásia não é: -> «envolver terceiros na prática de um crime!»

Joana Lopes disse...

O seu comentário revela que não leu nem uma linha do que está proposto na AR!

Francisco Manuel Gentil Apolónio disse...

Se é o caso:
- Se ao longo da história da Humanidade sempre houve suicídios, então o porquê de agora serem "legalizados"???