9.4.20

Fernando Pessoa: «Finalmente em paz!»


.