24.9.08

«Amanhã é um dia importante para a Blogosfera»

Vai ser votada amanhã no Parlamento Europeu uma proposta que analisa o estatuto da blogosfera.

Em vez de repetir o que já está escrito, aconselho a leitura deste post da Mª João.

5 comments:

Rosa Redondo disse...

De facto alguém do grupo parlamentar da senhora a devia ter aconselhado a ir coser meias ou assistir a um jogo de futebol (conforme as suas preferências...)!
Cada vez mais o Parlamento Europeu parece só existir para complicar a vida às pessoas.
Apesar de tudo era menos perigoso que continuasse a dedicar-se ao calibre das maçâs e à densidade de galinhas poedeiras por galinheiro.

Joana Lopes disse...

Tira lá o «cose meias», primeiro porque já é actividade que ninguém tem, segundo porque ainda te chamam machista!
Agora a sério, por que raios não falam pelo menos só do que sabem?

Anónimo disse...

Mais do que uma nova tecnologia que permite o intercâmbio de informação sob diversas formas, a Internet – particularmente os blogs – tem vindo a constituir-se como um novo espaço público e uma nova forma de relacionamento social, nomeadamente no plano cultural onde, cada vez mais, leitores e outros consumidores de bens culturais, passivos, se têm vindo a transformar em produtores activos.

Ora, por detrás de toda a retórica que procura encontrar razões que legitimem o controlo da net, o que de facto se esconde é o medo deste fenómeno social novo – onde todos fazem – por parte dos funcionários oficiais da cultura. A nível da nossa praça, é essa a razão do pânico dos Pachecos Pereiras e de outros confrades menores.

Mas este potencial de democratização que a Internet proporciona terá tendência a não se restringir apenas à cultura e, com consequências muito mais profundas invadirá também, mais tarde ou mais cedo, se não for “controlado”, outros domínios, como sejam por exemplo a esfera da política. E sabendo que todos os movimentos revolucionários são sempre anunciados por movimentos culturais, não há nada como cortar o mal à nascença :-)))

Se me é permitido especular um bocadinho, por exemplo o pretexto dos aspectos práticos e técnicos que muitas vezes é esgrimido para justificar a permanência do modelo de democracia representativa, em detrimento de formas mais amplamente participadas pelos cidadãos, com o concurso dos novos meios terá tendência a cair por terra. E já não serão apenas os funcionários da cultura a ser dispensados da sua nobre missão. Serão também os funcionários da política :-)

Que horror, só de pensar !!! :-)))

Como diria o poeta Daniel Filipe por melhores palavras do que eu: a democracia anda à solta na cidade / coloque-se um polícia em cada esquina / Regule-se ! Regulamente-se ! Controle-se ! / Prenda-se ! / Com carácter de urgência!

nelson anjos

Anónimo disse...

... claro que apenas aparentemente é um paradoxo, que os paladinos da não regulação queiram regular precisamente a net.

nelson anjos

JP disse...

Cara Joana,

Digo e repito. E torno a repetir. É incrível! Com tantos problemas para resolver, assistimos a esta gente toda a ser paga, principescamente, para cultivarem estupidez. E nós com tanto baldio com mato para cortar e tanto terreno para cultivar... É por estas e por outras que nos sentimos num beco sem saída.