5.8.11

Um castelo medieval?


Os líderes políticos agitam-se como moscas tontas, os PIIGS reproduzem-se como cogumelos (os casais europeus nem por isso…), a extrema-direita vai de vento em pompa e odeia emigrantes, os africanos morrem pelo Mediterrâneo sem conseguirem chegar a Lampedusa, ou são violentamente reprimidos em Bari, e, cereja em cima do bolo, a Grécia constrói agora um fosso para se defender da entrada de turcos – simbolicamente, numa das últimas fronteiras terrestres europeias.

Queixas das organizações de defesa dos direitos humanos e da ACNUR? Who cares?

A Europa «como se fosse um castelo medieval cercado por bárbaros» - uma bela e terrível imagem.
.

8 comments:

Anónimo disse...

Se eu pudesse chamar cão ao Maomé como posso chamar pedófilo ao Papa estava descansado. Há que ser intolerante para com todos os fundamentalismos, sejam muçulmanos ou cristãos! Eu prefiro ser livre...

Joana Lopes disse...

E que tem isso a ver com o que eu escrevi, Anónimo???

Jorge Conceição disse...

Fronteira da União Europeia, que não da Europa! O Conselho da Europa até vai mais longe e, além da Turquia, integra a Geórgia, a Arménia e o Azerbeijão. Vai até à margem ocidental do Mar Cáspio...

Joana Lopes disse...

Tens razão, Jorge, no plano das «organizações», Jorge. Eu estava nesta

Jorge Conceição disse...

Mas no link também está a Turquia...

Joana Lopes disse...

Mas sempre foi considerado que uma pequena parte da Turquia pertence ao continente europeu e a maior ao asiático, Repito que estou a falar de «geografia física», não política...

Martini Bianco disse...

Irónico ou não, o que vi no Euronews foram os africanos a destruirem um autocarro e a bloquearem estradas em Bari. Vimos noticiarios diferentes. Além disso o problema dos africanos que morrem no mediterrâneo tem de ser combatido pela raíz e não é com asilos de várias ordens (porque assim o problema nunca estancará) tem de ser combatido lá em Africa e o mundo ocidental deveria ser mais forte na destituição de todos os carrascos ditadores africanos e árabes para que esses povos tenham futuro, porque infelizmente na Europa se isto já não está bom nem para nós, quanto mais para os outros...

Jorge Conceição disse...

já agora, sr. do pseudónimo "martini bianco", junte aos carrascos do Povo Africano os dirigentes dos países europeus e norte-americanos, como o caso paradigmático da Somália, que pode recordar aqui: http://dotsub.com/view/8446e7d0-e5b4-496a-a6d2-38767e3b520a