4.3.13

Europa: mais um imbróglio



«Angela Merkel deve ter dificuldade em adormecer. A realidade italiana excedeu a imaginação de um mau argumentista de quinta categoria. (...)
Temos aqui um imbróglio insanável. Monti já não tem legitimidade para nada. A Itália ficará sem governo por tempo indeterminado e, mesmo que o tivesse, a verdade é que quem ganhou as eleições fê-lo em luta contra a austeridade. Se a pressão dos mercados se tornar insustentável, Merkel terá de escolher entre deixar o BCE dar um cheque em branco à Itália ou correr o risco de ver Roma afundar-se no Mediterrâneo, arrastando com a sua bota as esperanças de sobrevivência da Zona Euro.»