27.11.18

«As pedreiras levaram-me dois irmãos. É só armadilhas»



Para além da tragédia da estrada, o trabalho nas pedreiras.

«"A correr tanto risco por tão pouco dinheiro. Sabe que há 15 anos que não os aumentam um cêntimo? E a maioria ganha o ordenado mínimo. Para ganharem 800 euros, como o meu marido, é preciso andarem lá desde miúdos."»

«"Aleijou-se muita gente neste trabalho. E morreu muita também. O meu pai viu morrer dois colegas com uma grua que lhes caiu em cima. Teve de andar a apanhar os miolos de um deles."»

Esta reportagem de Fernanda Câncio é de leitura obrigatória!
.