24.1.21

Carlos Antunes

 


Nem sempre me apetece escrever sobre pessoas que foram próximas por vários motivos. É este o caso. Adeus, «Sérgio».