30.11.13

O Paulinho das exportações



«Portas tem um novo amor: as exportações. Temos mais uma versão do líder do PP. Agora, é o Paulinho das Feiras Internacionais. Esta semana, questionado sobre as "invasões dos Ministérios" disse: "Uns dedicam-se às exportações e outros a manifestarem-se". Acho que uma coisa não exclui a a outra. A verdade é que, no governo, Portas dedicou-se a ambas e com conhecido sucesso.

Portas tem um novo discurso. Depois da epopeia que foi parir a "reforma do estado", o vice-PM continua a usar metáforas e compara os Exportadores Portugueses aos Navegadores dos Descobrimentos. - "Costumo dizer que o Portugal exportador é uma boa continuação do Portugal navegador - diz (a reportagem da TSF) que "no passado eram as caravelas e na actualidade levam apenas os passaportes, os tablets, a competência e o know how" - e problemas de próstata em vez de escorbuto, acrescentaria eu, que adoro metáforas com os Descobrimentos. (...)

Portas quer escrever Os Lusíadas das Exportações. Espero que não seja no mesmo tamanho de letra que o guião da reforma do Estado, senão não cabe na Torre do Tombo. Para nosso bem, esperemos que ele não esteja a contar com Passos Coelho para o "Cantando espalharei por toda a parte, Se a tanto me ajudar o engenho e arte." Digo, para nosso bem, e nem é pelo "engenho e arte". »

João Quadros